Salada de queijo búlgaro / Bulgarian cheese salad

Olá, pessoal, vou compartilhar de pouco em pouco algumas experiências culturais e gastronômicas aqui de Tel Aviv com vocês. Queria introduzir esse papo falando do queijo búlgaro...!

Eu nunca tinha ouvido falar de queijo búlgaro antes de ir para Tel Aviv. Foi aí que eu descobri essa deliciosa iguaria que deixou minhas saladas muito mais gostosas!

Depois de ter experimentado saladas por mais de 100 cidades em mais de 20 países (exceto na China, Japão e Rússia - dos lugares que eu gostaria de experimentar saladas, esses ainda estão faltando), as saladas de queijo búlgaro que comi em Tel Aviv ganharam como as saladas mais gostosas do mundo para mim.

Alface, tomate, pepino, molho vinagrete e... queijo búlgaro, é só o que você precisa.

Meu amor por queijo búlgaro é coisa séria, vejam abaixo.

Aguardo vocês no próximo post!

***

Hello, everyone, I will share with you some cultural and gastronomic experiences from Tel Aviv. I wanted to begin this talk with... Bulgarian cheese!

I had never heard of Bulgarian cheese before going to Tel Aviv. That's when I discovered this delicious thing that left my salads much tastier.

After having tried salads for more than 100 cities in over 20 countries (excluding China, Japan and Russia - from the places that I'd like to try salads, these are still lacking), the Bulgarian cheese salads I ate in Tel Aviv won as the best salads in the world for me.

Lettuce, tomato, cucumber, vinaigrette sauce and Bulgarian cheese... that's all you need.

My love for Bulgarian cheese is something serious, see below.

I'll wait for you in the next post!

Salada de queijo búlgaro / Bulgarian cheese salad
Minha salada de queijo búlgaro / My bulgarian cheese salad


Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

***

If you want to know when the next videos are released, sign up on my YouTube channel. If you want to receive the next posts of this blog by email, sign up here.

In this blog's right column you will find the most popular posts, as well as the archive of all published posts. If you miss any subject, write to me!

See you soon!

Luiza S. Rezende
Corporate lawyer specialized in startups

Como crescer profissionalmente?


Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique aqui: Como crescer profissionalmente?

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Como crescer profissionalmente, carreira, profissão
Foto: StockyimageCrayonStock

Energia


Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique no seguinte link: Energia

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Energia
Foto: Panther Media / CrayonStock

5 Dicas Jurídicas Básicas para Empreendedores e Empresários que Estão Começando seu Negócio

Ao contrário do que muitos pensam, é imprescindível que empreendedores que querem abrir uma empresa consultem seu advogado de confiança e busquem o apoio jurídico adequado mesmo antes de iniciar seu empreendimento. Por isso o tema de hoje são 5 dicas jurídicas básicas para que você esteja mais informado(a) sobre o processo envolvido.

A intenção deste artigo é educar e conscientizar empreendedores, empresários e profissionais de outras áreas sobre alguns cuidados jurídicos importantes que devem ser levados em consideração ao se abrir uma empresa. Muitas vezes, principalmente em negócios com base online, os empreendedores têm a impressão de que não serão necessárias providências jurídicas, ou que isso somente é válido para empresas "tradicionais" ou, ainda, que tudo poderá ser resolvido com algumas buscas na internet, sem a orientação e/ou intervenção de um profissional; o que não é verdade. A ideia desse post é trazer alguns tópicos sobre o assunto. Vamos a eles: 

É muito importante que os empreendedores, logo no momento da elaboração do Business Plan, já consultem um advogado especializado para checar a documentação e as medidas jurídicas protetivas e preventivas necessárias para o início e bom funcionamento da empresa. O advogado, ao analisar as características da empresa e da área de atuação, é quem poderá indicar quais as providências a serem tomadas (e em que momento).

É importante que os empreendedores estejam cientes que, além de áreas como finanças, programação, TI, marketing, comunicação, gestão etc, a área jurídica estará constantemente presente no dia-a-dia da startup/empresa, e a devida atenção a ela será imprescindível para o sucesso a curto, médio e longo prazo do empreendimento.

1- Abertura da Empresa, Acordo de Quotistas e Vesting:

No momento de abertura da empresa, será necessário fazer algumas consultas prévias, elaborar o documento constitutivo da empresa (contrato social por exemplo), cadastrar a pessoa jurídica, fazer inscrição estadual e municipal, entre outros registros específicos, dependendo da área de atuação. Consulte seu advogado para saber quais são os documentos necessários para a abertura da sua empresa e quais documentos adicionais seriam recomendados. Para se informar melhor sobre os documentos de registro, neste link do Sebrae você encontra alguns esclarecimentos prévios, que podem ser conversados com seu advogado. Além disso, dependendo da estrutura da empresa pode ser importante elaborar documentos como um Acordo de Quotistas, para que sejam evitados conflitos futuros. Ou, ainda, caso esteja no projeto da empresa, pode ser desejável a constituição de um Vesting. Consulte seu advogado para saber a melhor forma de conduzir a abertura da empresa e os documentos adicionais.

2- Registro da Marca:

Ele deve ser feito no INPI e o empreendedor deve discutir com seu advogado a natureza do uso da marca e a sua forma de apresentação. Neste manual do INPI você pode se informar melhor sobre o tema e já entender um pouco mais que pontos são relevantes para que sua marca seja corretamente registrada. Em casos de businesses online (sites e apps), o registro do software, dependendo do caso, pode ser algo a se pensar. Consulte seu advogado sobre o assunto.

3- Acordo de Confidencialidade:

Um item que deve estar presente logo no início das discussões sobre a startup (assim que a ideia/conceito do negócio for decidido e passar a ser comunicado a terceiros, possíveis investidores e parceiros), é o documento chamado “acordo de confidencialidade”, também conhecido no Brasil por seu nome em inglês: NDA (Non Disclosure Agreement). Por meio deste documento a pessoa que receberá a informação se comprometerá a não divulgá-la a terceiros, entre outras cláusulas, que dependerão do contexto em questão, e que serão definidas pelo advogado. Leia este post do blog sobre o assunto: Acordo de Confidencialidade (NDA - Non Disclosure Agreement): como, quando e para que utilizá-lo.

4- Contratos:

O quarto ponto, que muitas vezes os empreendedores deixam “passar batido” (e muitas vezes acabam sendo lesados por isso) é aquele da elaboração dos contratos com fornecedores, parceiros, colaboradores, funcionários e clientes. Ao negociar com terceiros, contratar pessoas e fechar negócios com clientes, é importante que a relação esteja propriamente regulada, as partes estejam cientes daquilo a que estão se comprometendo, a legislação cabível seja cumprida e possíveis riscos e prejuízos futuros sejam, ao máximo possível, alocados. Muitas vezes o empreendedor não dá a devida importância para a elaboração e análise de contratos e acaba tendo que pleitear em juízo (em um processo por indenização, por exemplo) valores e bens; quando esse desgaste muitas vezes poderia ter sido evitado com uma análise/elaboração contratual feita por um advogado especializado. Igualmente, a relação com os clientes deve ser formalizada para que todas as obrigações e responsabilidades estejam claras para as partes e não aconteçam desentendimentos futuros por falta de "formalização" da relação comercial. Não deixe de consultar seu advogado sobre os contratos e documentos em geral mais adequados para a devida proteção/prevenção da sua startup. Para ler mais sobre o tema, confira este post do blog sobre contratos.

5- Termos de Uso e Política de Privacidade:

Hoje em dia, em que a grande maioria das empresas possui sites e/ou aplicativos, a elaboração de Termos de Uso e Política de Privacidade para esses ambientes online passa ser também um tema importante. Veja confira no post "A importância dos Termos de Uso e da Política de Privacidade de seu site ou aplicativo" para saber mais sobre o assunto. Dentro desse tema, outro tópico importante é a distinção entre Termo de Uso e Contrato Eletrônico com cliente final.

Outros:

Existem ainda outros pontos de atenção importantes, como uma análise global de Direito do Consumidor, orientações de Direito Autoral, entre muitos outros temas, que vão variar bastante dependendo da área de atuação e das peculiaridades da empresa, e que por isso devem ser discutidos caso a caso com o advogado. Neste blog você poderá encontrar mais textos sobre o tema, veja na coluna da direita a lista de assuntos e posts.

Espero que essas orientações sejam úteis a vocês e os conscientizem de que o aspecto jurídico é relevante e estará presente durante toda a vida da empresa.


Não deixem de consultar um advogado para saber a melhor forma de organizar a documentação e manter sua startup regular e protegida de riscos futuros e outros decorrentes da atividade empresarial. 

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups


5 Dicas Jurídicas Básicas para Empreendedores e Empresários que Estão Começando seu Negócio
Foto: Ricardo Azoury / CrayonStock

Modelo de contrato baixado da internet? Para que serve o contrato?

Muitos empreendedores quando iniciam as atividades de sua empresa não dão tanta atenção aos aspectos jurídicos e à formalização dos contratos que fazem com fornecedores e terceiros. Por estarem mais focados na validação do modelo de negócio escolhido ou em outros aspectos técnicos da startup, é comum ouvir que os contratos "não são tão importantes agora", ou "serão providenciados mais para frente".

Para "agilizar" as coisas muitas vezes baixam modelos de contrato que encontram na internet, sem nunca consultar um advogado especializado sobre o caso concreto e sobre que tipo de documento seria adequado para a situação em questão. Escrevo este post para explicar a vocês a importância do contrato e como ele pode também tornar mais transparente a relação entre as partes.

Os contratos representam as regras definidas entre as partes que vão reger determinado acordo comercial, e são aplicáveis assim como a legislação vigente e cabível ao negócio em questão (lembrando que as cláusulas dos contratos não podem ir contra a legislação vigente, pois esta tem aplicação prioritária).


Como se diz no mundo jurídico "o contrato vira lei entre as partes"; nele devem estar contidas as informações principais e acessórias de determinada relação comercial: partes envolvidas (e suas qualificações), como vai funcionar, quanto, como e quando será feito o pagamento, se haverá multa, de quem são as reponsabilidades de cada fase/parte do negócio, sigilo, datas, prazos, assinaturas e outras cláusulas que o advogado considerar necessárias para regular de forma segura a relação entre as partes. 


O contrato tem muitos objetivos em uma relação comercial (muito estudados pela doutrina jurídica), dentre eles "reforçar" a obrigatoriedade das prestações, valores, prazos e reajustes, alocar riscos, evitar descumprimentos com o estabelecimento de multa etc. O contrato deixa (ou deveria deixar) explícito e claro para ambas as partes a que elas se comprometeram (em detalhes) e o que ocorrerá no caso de descumprimento. 

A ausência de uma documentação formal (um contrato assinado) sobre um negócio/relação comercial faz com que no caso do descumprimento de uma das partes, a outra seja obrigada a entrar em contato "amigavelmente" com o descumpridor a fim de solicitar que seja cumprido o que foi acordado. Muitas vezes pode ser que não estivesse claro para ambas as partes as prestações de cada uma e como deveriam ser cumpridas, o que possivelmente acabará em uma situação de desacordo e, em seguida, eventualmente, de litígio em juízo (uma parte processando a outra para ter o que acredita que lhe é devido). 

A formalização da relação comercial em um documento, que costuma ser um contrato (dependendo da relação jurídica este documento pode receber outros nomes, mas a ideia é a de regular a relação entre as partes), quando desenhado da forma correta, ajuda na comunicação negocial entre as partes: nele estão claras as obrigações, deveres e responsabilidades das partes e o que acontece no caso de descumprimento

A existência do documento também facilita a discussão sobre assuntos "delicados", que muitas vezes são evitados pelas partes para evitar atritos (principalmente no caso de uma relação pessoal além de profissional entre os negociantes), mas que seriam os mais prováveis de gerar desencontro de vontades (como no exemplo de não ser discutida multa para o descumprimento de uma das partes de determinada cláusula de entrega de prestação: a parte lesada possivelmente irá desejar a reparação de seus prejuízos, e se isso não estava regulado pode vir a ser um problema a ser resolvido em juízo). 

Em resumo, o contrato facilita a comunicação entre as partes ao esclarecer e explicitar os detalhes da relação comercial (e a que cada parte se obriga e se responsabiliza), além de dar segurança às partes de terem um documento claro sobre o qual poderão se embasar no caso de a outra parte descumprir o que foi pactuado. 

Consulte seu advogado para discutir os melhores formatos para os contratos a serem usados no dia-a-dia de sua startup ou empresa. 

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Modelo de contrato baixado da internet?
Foto: Panther Media / CrayonStock

Qual é a sua missão pessoal?


Qual é a sua missão pessoal? Assista o vídeo de 2 minutos acima e compartilhe sua opinião.

Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique no seguinte link: Qual é a sua missão pessoal?

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

missão pessoal
Foto: Syda Productions / CrayonStock

Fazer ou não fazer cursinho pré-vestibular?


Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique no seguinte link: Fazer ou não fazer cursinho pré-vestibular? 

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

cursinho, vestibular, cursinho pré-vestibular, cursinho para vestibular,
Foto: Panther Media / CrayonStock

3 Atitudes Que Destroem Seu Relacionamento




Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique aqui: 3 Atitudes Que Destroem Seu Relacionamento

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

atitudes que destroem seu relacionamento, relacionamento,
Foto: Panther Media / CrayonStock

Por que ler livros?

O vídeo de hoje é sobre por que ler livros. Não vou antecipar nada, dessa vez, simplesmente assistam este breve vídeo de 2 minutos sobre nossos amigos, os livros... 




Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique aqui: Por que ler livros?


***


Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

por que ler livros
Foto: Panther Media / CrayonStock

Dicas de organização pessoal e produtividade

Olá, pessoal

Seguem 3 dicas de organização pessoal e produtividade que eu uso no meu dia-a-dia. Espero que sejam úteis e que vocês possam ter mais sucesso nas tarefas diárias de vocês:




Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique aqui: Dicas de organização pessoal e produtividade 

***
Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima.

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Dicas de organização pessoal e produtividade
Foto: Panther Media / CrayonStock

Como escolher uma profissão? Questões para pensar.

O vídeo de hoje é sobre como escolher uma profissão. Dedicado especialmente àqueles que não tem ideia nem mesmo em como se embasar para fazer essa escolha. Assistam o vídeo abaixo. Caso não esteja aparecendo, clique aqui: Como escolher uma profissão? Questões para pensar.




Escolher uma profissão não é uma tarefa fácil. Torço que o vídeo possa ser útil a quem está nesse período de dúvida.

***


Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima.

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

como escolher uma profissão
Foto: Panther Media / CrayonStock

Beleza interior x Beleza exterior

No este vídeo de 7 minutos falo sobre minha concepção de beleza interior e beleza inferior. Em uma época em que a aparência parece estar no topo das prioridades das pessoas, considerei pertinente o tema.

Beleza interior e beleza exterior são ideias bastante opostas, mas que no mundo real de pessoas reais se comunicam, o que para mim faz com que tenha sentido apresentar (e relacionar) as duas ideias em um mesmo vídeo.

O que é para você beleza interior? E beleza exterior? Como essas duas formas de beleza se comunicam?

Assista ao vídeo:




Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique aqui: Beleza interior x Beleza exterior

***


Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima.

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Beleza interior, Beleza exterior,
Foto: Panther Media / CrayonStock

Como aprendi 6 idiomas / How I learned 6 languages (with Subtitles)

No vídeo de hoje conto como aprendi 6 idiomas e dou algumas dicas para quem quer aprender outras línguas além do português. Espero que as dicas sejam úteis...! Assista o vídeo e leia mais abaixo (Below also in English).



Clique aqui se o vídeo não estiver aparecendo / Click here if you don't see anything above: Como aprendi 6 idiomas / How I learned 6 languages (with Subtitles) 

***

A primeira língua que aprendi foi o português (sou brasileira). Depois aprendi inglês, em seguida veio o francês, o espanhol, o italiano e então o alemão. Hoje em dia estou aprendendo minha sétima língua. Convido você a adivinhar qual é...!

Aprender outros idiomas tem a ver com disciplina, perseverança e... paixão! Meu processo de aprender outras línguas teve muito a ver com de fato me interessar pela língua e querer mergulhar naquele novo Universo.

Uma nova língua é uma porta que se abre para o aprendizado, mas é preciso que a pessoa esteja de fato interessada, senão o cérebro não irá armazenar por muito tempo.

Você sabe outros idiomas além do português? Quais? Como foi seu processo de aprendizado? Que dicas você tem para quem gostaria de aprender novas línguas? Sinta-se à vontade para compartilhar sua experiência!

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima.

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups


***

Today I'll tel you how I learned six languages ​​and will also give some tips for those who want to learn new languages. I hope these tips are useful...!

The first language I learned was Portuguese (I'm Brazilian). Then I learned English, French, Spanish, Italian and German. Nowadays I'm learning my seventh language. I invite you to guess what it the 7th ...!

Learning other languages ​​means a lot of discipline, perseverance and passion...! My process of learning other languages ​​had much to do with being truly interested in the language, the culture, the people and really wanting to "deepen" in this new Universe.

Do you know any foreign languages? How was your learning process? What tips do you have for those who would like to learn new languages? Feel free to share your experience!

Do not forget to sign up on my YouTube channel. You can click this link: http://goo.gl/Op7NTS

xícara e lívros
Foto: Panther Media / CrayonStock

O que é felicidade?

O vídeo de hoje é sobre um tema simples, direto e profundo: o que é felicidade? Muito se disse, escreveu, encenou e pintou sobre o assunto, mas sempre que existir um ser humano consciente, haverá mais respostas para essa pergunta.

Cada pessoa em cada momento da vida terá sua resposta para o que é felicidade. Neste vídeo de 3 minutos eu falo a minha visão. E a sua, qual é?


Caso o vídeo acima não esteja abrindo, clique aqui: O que é felicidade?

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

O que é felicidade?
Foto: Syda Productions / CrayonStock