Pequeno ritual diário: 30 minutos de caminhada + esvaziamento e abertura da mente

Eu sou particularmente fã de caminhadas. Procuro todos os dias fazer esse meu "esporte". Pode ser sozinha ou acompanhada, de preferência com um cenário bonito em volta (não necessariamente natureza - gosto também de caminhar por ruas charmosas e cheias de gente). O mais importante é o foco na caminhada e a intenção de usar aquele momento - 30 minutos ou mais - como uma sessão de relaxamento do corpo e esvaziamento (e abertura) da mente.

Coloque uma roupa confortável, escolha um lugar que considera prazeroso e agradável caminhar (repito, não precisa ser num bosque ou numa praia paradisíaca: adoro caminhar na Avenida Paulista) e se concentre. Antes de checar ao seu local de caminhada, lembre-se de que este é um momento de relaxamento, de esvaziamento e abertura da mente, um momento para você se conectar com um lado mais profundo e puro seu (e não para suas preocupações, seu trabalho, seu drama, seu dia-a-dia - isso é superficial e passageiro; foque no que há de duradouro é intenso em você), e comece a entrar nessa atmosfera de esvaziamento e revigoração do corpo e da mente.

Enquanto estiver caminhando, procure deixar sua mente livre e leve. Não deixe nenhum pensamento parecer importante ou pesado, não deixe nenhuma tensão ou sentimento negativo - por menor que sejam - entrarem. Tente se lembrar de que na vida tudo é passageiro, até esses pensamentos que estão tentando se mostrar super importantes nesse momento. Relaxe, deixe ideias positivas, bonitas, amplas te invadirem. Elas são mais leves e certamente vão te inundar, fazer surgir um sorriso, e depois vão embora. Aproveite esses 30 minutos para lembrar seu lado mais lúdico, criativo, bondoso, brincalhão, florido e mágico aflorar, nem que seja apenas em rápidos insights e imagens.

Essa pessoa leve, livre e focada no eterno e profundo é você, aquilo que fica todos os dias embaixo do monte de pensamentos e pendências do dia-a-dia. Tire esses 30 minutos para se concentrar em relaxar seu corpo (claro, também dar uma aquecida nele, fazer ele se movimentar) e focar nesse seu lado profundo e bonito. Não precisa se preocupar, mais tarde você vai resolver tudo o que tem que resolver. Nesses 30 minutos foque-se naquilo divino, mágico e leve que há dentro de você. E respire, observe a respiração, faça com que ela seja calma, leve, revigorante.

Esse é um mini ritual que me faz sentir muito bem. Não sou da área da saúde, mas me parece que os 30 minutos de caminhada fazem muito bem para o corpo em geral, mesmo sendo um "exercício" bem simples. E a parte da mente, para mim é essencial. Tento fazer esse esvaziamento em vários momentos do dia (os pensamentos constantes e incessantes - muitas vezes inúteis - são um mal que deve ser combatido rs...). Em outros posts falarei mais de técnicas de esvaziamento e abertura, mas por enquanto vamos focar nesse "ritual" da caminhada, que pode ser um começo para algo maior para muitos.

Se quiser leve música para sua caminhada, ela ajuda principalmente se você estiver em um dia muito tenso. Se achar que tem uma companhia na mesma sintonia que você, leve-a contigo (e ajude-a também a esvaziar a mente). O ideal é que não se fale muito, apenas assuntos leves, que ajudem vocês a se conectarem e se esvaziarem de pendências do dia-a-dia e temas pesados.

Boa sorte na caminhada de vocês! Ela é o início para um processo maior de abertura, e tudo se inicia com pequenas mudanças de hábito.

Fiz um vídeo sobre Caminhadas, segue abaixo: Benefícios da caminhada: relaxar, emagrecer, revigorar 





Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups


Pessoas fazendo caminhada
Foto: Ricardo Azoury/CrayonStock

O que fazer em São Paulo (as 10 coisas que eu mais gosto)

Para quem não tem ideia sobre o que fazer em São Paulo, seguem meus 10 passeios favoritos (espero que os links possam ajudar vocês a aproveitarem melhor a cidade):

1- Ir ao cinema: são muitas opções de cinema, cada um com a sua "personalidade". Eu pessoalmente gosto muito do cinema da Augusta, sempre com mais filmes tidos como "cult". Mas também tem o Cinemarks que podem agradar mais as crianças. Confira aqui um guia de cinemas em São Paulo.

2- Ir a museus: os meus favoritos são o MASP e a Pinacoteca. Segue aqui um link que pode ajudar e também uma seleção de 5 museus imperdíveis feita pelo Guia da Semana.

3- Caminhar no parque: meus parques preferidos são o Villa Lobos, o Trianon e o Ibirapuera. Segue um link com opções de parques públicos. 

4- Passear na região dos Jardins no final de semana: são muitas lojas, cafés, sorveterias, sem contar que é um bairro bonito de se olhar. Segue o link para o bairro no Trip Advisor.

5- Fazer caminhada e observar em volta na Avenida Paulista no final de semana: é um hobby meu, gosto de caminhar (exercício) com fone de ouvido (em uma música dos anos 80 de preferência) e olhar em volta. É relaxante.

6- Passear no centro antigo: gosto muito da região da Sé (estudei na Faculdade de Direito da USP que fica ali do lado, no Largo São Francisco,  e durante a graduação descia todos os dias na Estação Sé, sinto uma saudade...! ). Ali por perto existem alguns locais interessantes para conhecer, como o Pateo do Collegio, o Vale do Anhangabaú, o Teatro Municipal, entre outros. Aqui um link com mais informações sobre o centro.

7- Tomar café em "Cafés" na rua. Acho o Le Pain Quotidien delicioso (as comidas são ótimas, vale almoçar lá!), gosto muito do Santo Grão, do Suplicy Cafés Especiais , do Fran's Café (adoro as quiches de lá!).

9- Sair para jantar: são muitas opções em São Paulo, você definitivamente deve explorar a gastronomia dessa cidade! Vou tentar trazer alguns highlights: eu gosto muito de hamburger vegetariano e confesso que tenho uma queda pelo do America. Um bom restaurante vegetariano é o Goa. Um restaurante de comida mineira delicioso é o Consulado Mineiro. Dois restaurantes italianos que adoro são o Lellis Trattoria e o Nello's. Um restaurante para ir com os amigos é o Pé de Manga, na Vila Madalena, ou o Genésio (é um bar, mas tem comidas muito boas). Aqui no guia de restaurante da Folha vocês encontram um buscador de restaurantes eficiente. Aproveitem!!

10- Sair à noite em São Paulo: música eletrônica, bares, restaurantes, shows, teatros... Tem muita coisa acontecendo! Se estiver em São Paulo, aproveite a noite, segue um guia para ajudar.

Quais são as sugestões de vocês sobre o que fazer em São Paulo?

Até breve!

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, inscreva-se aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups


café, Cinema, museu, parque, passeio, restaurante, Sao Paulo, São Paulo, dicas
Foto: Filipe Frazão / CrayonStock